Logo que comprei o PlayStation 4 achei que, das suas características, uma das mais legais era a light bar, a luz que brilha no topo do controle. No começo imaginei várias formas com que ela podia ser usada e como se integraria aos jogos mas, conforme o tempo passou e fui conhecendo melhor o video game, a light bar se tornou uma de suas partes mais inúteis. Ao ponto que me incomodava saber que ela está lá. 😡

Além da função trivial de indicar cada jogador com uma cor diferente – player 1 é azul, 2 é vermelha, 3 é verde e 4 é roxa – até hoje a luz no topo do controle só serviu como artifício para tentar adicionar uma nova dimensão aos games, aproximando-os do mundo real usando as cores para sinalizar coisas diferentes que acontecem no mundo virtual.

Das poucas tentativas interessantes, destaco Tomb Raider: Definitive Edition em que, cada vez que Lara pega uma tocha, a light bar fica oscilando entre vermelho e amarelo, imitando a chama da tocha; em Alien: Isolation (leia meu review) a luz pisca verde e branco em sincronia com o sensor de movimento usado pela protagonista, indicando que algo se aproxima; já em Fez a cor vai mudando conforme se passam as horas do dia.

light-bar-ds4

Já faz tempo que foi esclarecido que a light bar foi desenvolvida para funcionar com o conjunto de realidade virtual – agora conhecido como PlayStation VR – indicando ao console, através da câmera PS Eye, sua posição na sala. Só que, enquanto o PlayStation VR não chegar às prateleiras, a light bar continua um tanto inútil, rendida às frivolidades citadas acima.

Mas que coisa besta, por quê ela me incomoda tanto? Simplesmente porque não funciona da maneira como eu gostaria. Mesmo com as funções aplicadas pelas developers – que são fúteis mas eu sinceramente acho bacanas – no lugar em que a barra de luz está posicionada no controle, é impossível notar que cor ela está indicando, nem com as luzes da sala apagadas e o brilho da light bar no máximo. E se não é possível perceber a cor dela, então ela é inútil.

Até que um dia conheci Tearaway Unfolded

A aplicação mais encantadora que já vi da light bar é no jogo lançado ano passado pela Media Molecule. A desenvolvedora fez o caminho inverso e, ao invés de trazer o que acontece no jogo para o mundo real, transportou a light bar para dentro do jogo!

Tearaway™ Unfolded_20150831200159
Tearaway Unfolded (Media Molecule, 2015)

Em Tearawar Unfolded, ela funciona como uma luz celestial que guia o personagem na tela, despista inimigos, revela segredos e transforma o cenário, resultado de uma sacada inteligente que faz uso dos sensores de movimento do controle e te faz sentir-se de verdade dentro do jogo.

Óbvio que não é a própria light bar que ilumina o cenário – é uma representação dela – mas é este tipo de integração criativa, imersiva e engajadora, que eu sempre quis ver desde que comprei o console. Em Tearaway Unfolded, ela interpreta o papel principal, ganha destaque, e o dia que joguei este game está marcado como o dia em que deixei de odiar a luz no controle do PS4.

O que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s