Clubes tradicionais investindo em eSports pode ser muito bom

Nesta mesma semana recebemos notícias de que dois clubes consagrados do futebol mundial entraram para o mercado bilionário dos eSports: o argentino River Plate anunciou a criação de uma nova divisão de games e o francês Paris Saint-Germain comprou a equipe Team Huma, que atualmente disputa a Challenger Series de League of Legends (Riot Games, 2009) na Europa.

Isto não é nenhuma novidade, pois os dois agora integram um grupo crescente de clubes esportivos tradicionais que têm entrado no segmento de eSports, como os europeus València, SportingSchalke 04Manchester City, o clube turco Beşiktaş e o brasileiro Santos, para citar alguns.

A princípio pode parecer estranho que times de futebol*, esporte criado na metade do século 19 na Inglaterra, passem a patrocinar e criar equipes de eSports, mas eu acho tudo isto muito vantajoso! Os motivos são muito simples: primeiro porque estas pequenas equipes, normalmente formadas por gamers jovens e conhecidos só por um público de nicho, passam a levar o nome de um clube tradicional e ser reconhecidas por isto; segundo, porque estes clubes patrocinadores têm muito dinheiro, e toda esta grana traz consigo a valorização desta nova modalidade esportiva.

Os eSports ainda sofrem preconceito por parte dos fãs dos esportes tradicionais por não ser uma atividade física, por isto o apoio de grandes clubes pode colocar os esportes eletrônicos no mesmo patamar de importância do futebol, basquete e etc. e cara, já está na hora, afinal os eventos de eSports crescem em velocidade estonteante e o mercado de games como um todo movimentou US$ 61 bilhões só no último ano!

*Não são só times de futebol que têm entrado no mercado de eSports. A equipe de basquete norte-americana Philadelphia 76ers, da NBA, gerencia hoje a equipe Dignitas.

História resumida dos eSports

As competições de jogos eletrônicos podem parecer novidade, mas são mais antigas do que você talvez imagine e não, não me refiro só ao Nintendo World Championships de 1990, porque as raízes dos eSports antecedem este evento. A seguir você vê um resumo da história do esporte, que surgiu basicamente junto com os videogames:

  • 1972 – Primeiro torneio de eSports do mundo
spacewar-pdp1
SpaceWar!

O evento rolou no dia 19 de outubro de 1972, e os competidores disputavam partidas de SpaceWar! (Steve Russel, 1962) cujo prêmio era 1 ano de assinatura da revista Rolling Stone.

  • 1980 – Space Invaders Tournament

A própria Atari organizou a competição, que atraiu 10 mil participantes nos Estados Unidos.

  • 1981 – Twin Galaxies

Primeira instituição responsável por registrar e homologar recordes de videogames do mundo todo.

  • 1988 – Netrek

O jogo multiplayer para até 16 jogadores foi o primeiro a permitir equipes jogando on-line.

  • 1990 – Nintendo World Championships
nwc-cart
O raríssimo cartucho dourado

A competição histórica teve início em 8 de março e aconteceu em 29 cidades dos Estados Unidos. Os cartuchos dados como prêmio para os vencedores estão entre os mais valiosos ítens de coleção da Nintendo.

  • 1997 – Cyberathlete Professional League

Considerada pioneira no campo dos torneios profissionais de videogames.

  • 2000 – Korean eSports Association

Além da criação da associação, a Coréia do Sul também inaugurou um canal de televisão dedicado 24 horas a partidas de videogame.

  • 2002 – Major League Gaming
  • 2011 – Twitch.tv

A plataforma permite que usuários do mundo todo transmitam suas próprias partidas, tornando-se o maior canal de eSports do mundo.

  • 2013 – League of Legends

A terceira edição do campeonato mundial de LoL esgotou todos os 16 mil ingressos para assistir às partidas em Los Angeles. No ano seguinte o evento atraiu 40 mil espectadores.

lol_wc_2013

  • 2015 – Esporte olímpico

O comitê olímpico da Coréia do Sul reconheceu os eSports como um segundo nível de esporte olímpico.

  • 2015 – Regras nas apostas

O site de apostas Unikrn criou o primeiro código de conduta para eSports com a intenção de regularizar as apostas em torno das competições.

  • 2016 – Atletas “de verdade”

O governo francês começou a escrever uma nova legislação que reconhece jogadores de eSports como atletas.

Flávio

Me formei na faculdade de Design em 2007, sou apaixonado pela minha profissão, por rock'n'roll, cozinhar, jogar video game, por Star Wars e hamburger. Colaborador do Greenpeace e Médicos Sem Fronteiras.

O que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s