Alex Kidd, o príncipe esquecido, foi mascote da Sega, estrelou mais jogos do que a gente se lembra e atingiu o auge da sua carreira no final dos anos 80, mas ficou à sombra de um certo porco-espinho e nunca recebeu o reconhecimento que merecia. Mas eu sou um fã!

alex-kidd-punchAntes de cair de amores por certos personagens da Nintendo, meu herói favorito dos games era o garoto cabeçudo. E não era para menos, Alex Kidd é um puta cara legal… ele não é um encanador obeso correndo atrás de uma mulher que sempre “está em outro castelo”; Alex é um príncipe treinado em artes marciais e enviado em uma aventura para salvar seu irmão e a população de seu planeta.

Sua devoção à família e ao seu povo é tocante, pra dizer o mínimo.

Sua estreia foi no clássico Alex Kidd in Miracle World (Sega, 1986), um típico side-scrolling platformer que, a princípio, parece ter vindo do mesmo saco que veio Super Mario Bros. (Nintendo, 1985), mas se destacava por integrar elementos comuns aos RPG, como acumular dinheiro e gastar com itens e upgrades.

Tudo bem que o Alex pode até parecer um macaco orelhudo, mas ele anda de motocicleta e de lancha, voa de helicóptero, quebra pedras com socos e derrota seus inimigos em partidas de pedra-papel-tesoura! Ok, talvez esta última parte não seja tão legal, mas ao menos é criativa, porque nunca tinha visto e nunca mais vi outra boss fight que não fosse resolvida na porrada.

Tantos games esquecíveis

Deve ter gente que acha que Alex Kidd só estrelou um único jogo, quando na verdade foram seis, lançados entre os anos de 1986 e 1990. Mas é compreensível, já que Alex Kidd in Miracle World vinha gravado na memória do Master System II e III* (ou seja, todo mundo tinha o jogo) e, além disto, nenhum outro depois dele esteve à altura e a Sega acabou varrendo o herói para debaixo do carpete depois que criaram Sonic em 1991.

alex-kidd-burgerCom o sucesso de seu jogo de estreia, em 1987 foram lançados dois novos jogos: BMX Trial, um jogo de corrida de bike lançado só no Japão e High-Tech World, que nada mais é do que uma versão modificada do game japonês Anmitsu Hime (assim como Super Mario Bros. 2 é uma versão modificada de Doki Doki Panic).

Alex Kidd: The Lost Stars, originalmente um jogo de arcade e portado para o Master System em 1988, é uma bosta, esteticamente não tem nada a ver com o que foi feito antes, e além disso a voz dele gritando “ahhhh” cada vez que toma um golpe é horrível.

Alex Kidd in the Enchanted Castle, o único game da série para Mega Drive, voltava às suas raízes com o gênero platformer, com as disputas de pedra-papel-tesoura (que agora valiam itens) e até um remake da trilha sonora original, mas ainda assim não foi capaz de manter o charme do primeiro jogo.

A Sega tentou uma última vez em 1990 e o resultado foi Alex Kidd in Shinobi World, que até é um bom jogo, mas eu nunca achei que o personagem tenha combinado com esse negócio de sair esfaqueando os inimigos nas ruas da cidade – se fosse assim, eu jogava Shinobi.

Trilha sonora inesquecível

Alex Kidd in Miracle World tem muitas qualidades, mas é certamente mais memorável por sua música tema. Como só terminei o jogo duas vezes, a trilha sonora não ficou inteira** gravada na minha memória, mas o tema principal sim, porque ele é literalmente a única música que toca durante o jogo inteiro, com exceção das duas fases dos castelos!

A melodia, composta por Tokuhiko Uwabo, é simples mas tem uma levada animada, divertida e combina perfeitamente com a estética e dinâmica do jogo; e o melhor de tudo é que, mesmo tocando o tempo inteiro, não é enjoativa:

*O único Master System III a ter Alex Kidd na memória foi o lançado pela Tec Toy no Brasil, que não por coincidência era o console que eu tinha… depois ele passaria a vir com Sonic the Hedgehog na memória.

**Quando eu digo inteira, quero dizer todas as suas quatro músicas.

O que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s