Quando entrei no colegial, em 2001, eu sonhava com um GameCube; admirava o pequeno console roxo nas páginas da revista Nintendo World e mal podia esperar para pôr as mãos no sucessor daquele que é meu console favorito, o Nintendo 64. Mas foi só mais de uma década depois que eu finalmente comprei meu GameCube, que hoje completa 15 anos.

luigis-mansionEra uma época de vacas mais magras e não fazia cabimento pedir para meu pai me dar o lançamento da Big N, então eu jogava na locadora sempre que minha mãe me descolava uma grana; lembro como se fosse hoje a primeira vez que joguei Luigi’s Mansion (Nintendo, 2001) e como fiquei surpreso por ser o irmão do Mario a estrelar o game de lançamento do console. Além disto, era um jogo com temática de terror!

Também me lembro de Pikmin (Nintendo, 2001) e como ele fazia uso do segundo analógico do controle, algo inédito na época, e me interessei por este game que trazia uma nova abordagem ao gênero real-time strategy… não que eu tenha jogado o 2 e o 3, mas ainda assim me marcou como um dos melhores jogos do GameCube.

Acredite se quiser, mas Metroid Prime (Nintendo, 2002) só me conquistou muitos anos depois do lançamento, quando zerei a versão do Wii, embora eu tenha jogado o original inúmeras vezes na locadora. Acontece que, apesar de gostar da franquia, eu não tive um NES ou SNES quando criança, então as aventuras de Samus Aran eram “apenas mais um jogo” pra mim… só depois de adulto é que virei fã de verdade da caçadora de recompensas.

gamecube-controller

Outro game que só joguei por completo anos depois foi The Legend of Zelda: Wind Waker (Nintendo, 2002) quando saiu o remake em HD, e considero um dos títulos mais interessantes da franquia. Confesso que, lá no comecinho da década passada, também fiquei chocado com a mudança drástica na direção de arte do jogo, afinal de contas eu tinha acabado de jogar os clássicos Ocarina of Time (1998) e Majora’s Mask (2000), mas hoje percebo quão charmoso e atemporal é Wind Waker.

viewtiful_joeForam vários os títulos do GameCube que joguei nas sextas-feiras de 2001 e 2002 até a locadora fechar por causa de um assalto em que os caras levaram tudo… o que, consequentemente, me impediu de conhecer destaques como The Legend of Zelda: Twilight Princess (Nintendo, 2006), o aclamado Paper Mario: The Thousand-Year Door (Nintendo, 2004) e o divertido Viewtiful Joe (Capcom, 2003) na época de seus lançamentos.

Só comprei um GameCube no ano passado, na loja retro de um colega meu, e finalmente posso jogar os games que provam que – diferente da opinião pública – o pequeno cubo roxo da Nintendo não foi um fracasso. Feliz aniversário para o GameCube!

Um comentário sobre ldquo;Aniversário de 15 anos do pequeno cubo de jogos

  1. Eu adorava meu gamecube! Ganhei ele tardio e não tive muitos jogos, mas consegui o Mario Sunshine e o WindWaker e se tornaram dois dos meus favoritos de todos os tempos. Mais tarde fiquei sabendo do desbloqueio e consegui um chip da China pra faze-lo. Ajudou muito minha vida, não tinha grana pra comprar os jogos e eu finalmente tive acesso a vários games. ❤

    Curtir

O que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s