Esses dias andei jogando um game para celular chamado Sneak Ops (Gritmaniacs, 2018) que, a princípio, me lembrou uma versão aguada do Metal Gear Solid (Konami, 2000) para o Game Boy Color, misturando mecânica stealth com alguns elementos de puzzle.

O jogo é simples, basta chegar ao final de cada fase sem ser visto pelos inimigos ou câmeras de segurança enquanto coleta disquetes no caminho, que servem para melhorar sua pontuação ou “pagar” pelos saves, que você encontra em locais predefinidos. O personagem se movimenta em blocos como num jogo de xadrez e, embora seja fácil tocar no quadrado que você quer ir, às vezes acontece de encostar no quadrado errado e ser pego. Você não tem uma arma mas pode nocautear os inimigos por poucos segundos, o suficiente para se esconder ou avançar para a próxima sala.

Os gráficos de Sneak Ops são coloridos, suficientemente detalhados e com animações bem feitas, dentro da estética pixelizada que já esperamos encontrar em um indie game… é legal mas é mais do mesmo, porém faz sentido se o jogo me lembra a versão portátil de Metal Gear Solid.

Em relação ao design, segue uma fórmula em que uma nova fase aleatória é gerada por dia, e o jogador só tem aquelas 24 horas para concluir o desafio, antes que uma nova fase apareça. Games assim tiveram um aumento de popularidade nos primeiros anos da AppStore, como resposta à crescente demanda por jogos mais longos e com mais conteúdo. É um modelo funcional que garante novidade pro jogador a baixo custo pra developer, mas com ressalvas:

Primeiro, não tenho tempo de jogar todos os dias e, às vezes, também não tenho tempo de jogar o suficiente para concluir uma única fase. Isto significa que, apesar de ser capaz de chegar ao final das fases e garantir medalha de ouro, na maioria dos casos eu acabo com uma medalha de bronze por dia, já que não parei pra me dedicar ao jogo e ir até o final. Pode parecer bobagem, mas me incomoda. Não gosto de ser impedido de terminar algo que comecei. Além disso, quando essas medalhas influenciam diretamente no meu score no Game Center, não é certo que eu seja obrigado a jogar diariamente para manter um bom nível.

Segundo, depois de poucos dias jogando, já é possível notar padrões no level design, já que, neste caso do Sneak Ops, a desenvolvedora fez um bom trabalho na construção randômica das fases mas usou um número pequeno de módulos, o que torna-as repetitivas. É uma pena, claro mas, sinceramente, está tudo bem, tratando-se de um game mobile gratuito.

O único ponto que considero realmente negativo em Sneak Ops é a quantidade excessiva de publicidade. Se você não quiser comprar o game nem gastar os disquetes coletados para salvar seu progresso, a única alternativa é assistir aos comerciais de 15 ou 30 segundos (muitos dos quais são ad games pesados). O problema é que é muito rápido pular de um ponto de save para o outro, o que faz com que você perca mais tempo assistindo propagandas do que jogando.

Sneak Ops é um jogo divertido sim, e eu recomendei a vários amigos. O lance é que o modelo em que ele foi feito – fases geradas aleatoriamente, desafios diários, monetização com publicidade, falta de um objetivo final claro e etc. – não é muito atraente para mim. Para partidas esporádicas, matar a vontade de um stealth game ou pra experimentar algo diferente que preenche uma lacuna na oferta de jogos para celular, vale bastante a pena.

O que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s