Em um dos meus jogos favoritos de 2016 deve-se administrar uma cozinha de restaurante e entregar o maior número de pedidos dentro do limite de tempo, trabalhando cooperativamente com até três outros jogadores. Parece bobo, mas é super divertido! Por isto o anúncio da sequência Overcooked! 2 (Ghost Town Games, 2018) deixou a mim e meus amigos tão animados. Lançado em agosto passado, o jogo repete a fórmula de seu antecessor e traz novidades que são um desafio extra para aqueles jogadores que já conhecem o funcionamento do game.

A mudança mais significativa nessa nova iteração é o botão de arremessar os ingredientes, que adiciona uma nova camada de estratégia e altera completamente a dinâmica da cozinha. A mecânica básica continua a mesma – você faz quase tudo com um único botão – mas a possibilidade de atender ao pedido de um amigo sem precisar correr grandes distâncias torna os trabalhos na cozinha mais ágeis. Além disto, você pode jogar um punhado de arroz pelo ar direto dentro da panela e já se concentrar em uma nova tarefa, o que é ótimo, porque tudo em Overcooked! 2 precisa ser feito com rapidez.

Há novos ingredientes e novos pratos para fazer, como comida japonesa, massa e bolos. Pratos antigos também ganharam novas receitas. O que eu mais gostei é que, diferente de hambúrgueres ou saladas, cuja receita básica é previsível, alguns dos novos pratos requerem mais atenção, como sushis e sashimis que, apesar de semelhantes, têm modos de preparo diferentes e, garanto, um único salmão feito da forma errada é capaz de arruinar todo o fluxo de trabalho da equipe.

onionkingcelebrateEmbora couch co-op ainda seja meu jeito favorito de jogar, com todo mundo gritando e se divertindo no mesmo sofá, a Ghost Town adicionou um novo modo multiplayer on-line. Eu não tive motivo para experimentar, mas suponho que parte essencial da experiência de Overcooked! 2 vá pelo ralo, porque faltam as pessoas gritando umas com as outras. Há botões dedicados à comunicação entre os chefs, usados para pedir ingredientes, por exemplo, mas não é ideal para um game em que a comunicação é chave para o sucesso.

A história de Overcooked! 2 é tão irrelevante quanto do game original, com as terras do rei cebola sendo atacadas por pães de forma mortos-vivos – chamados “the unbread” 😱 – que, novamente, não afetam diretamente o gameplay, sendo mais uma desculpa de motivador para um jogo que não precisa de história. Sua pouca influência fica visível no level design, que a developer levou a um novo patamar, com propostas que tornam as fases mais desafiadoras em comparação com o primeiro jogo – um aumento necessário na dificuldade, bem-vindo para quem já estava acostumado com Overcooked!, mas equilibrado o suficiente para não espantar os jogadores inexperientes.

O charme, a simplicidade e o caos de Overcooked! 2 nos mantém jogando mesmo depois de conquistar três estrelas em todas as fases. Na minha opinião, é um jogo obrigatório na coleção de qualquer um. Embora essa sequência corra o risco de parecer familiar demais e carente de grandes surpresas, ainda segue uma fórmula vencedora. Jogos cooperativos não ficarão muito melhor do que isso!

O que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s