Clássico Metal Gear Solid completa 20 anos do lançamento

Da primeira vez que joguei Metal Gear Solid (Konami, 1998), o jogo já era considerado um novo clássico. Embora outros dois Metal Gear tivessem sido lançados antes, Metal Gear Solid viria a se tornar um dos títulos mais significantes da história dos games.

Dirigido pelo aclamado designer Hideo Kojima o game, que mistura ação, aventura e stealth, é protagonizado por Solid Snake, um soldado das forças especiais encarregado da missão de se infiltrar em uma instalação escondida no meio do Alaska e resgatar reféns, enquanto impede uma crise nuclear. O que começa como um típico jogo de espionagem rapidamente se transforma e Snake encontra-se enfrentando forças supernaturais e máquinas mortais.

Metal-Gear-Solid-Stealth

Metal Gear Solid foi o primeiro jogo de ação a focar inteiramente no stealth, incluindo na interface um pequeno radar que, não somente mostrava a posição dos inimigos no mapa, mas também a direção para onde eles estavam olhando.

O cenário também afeta como Solid Snake precisa agir. Embora o jogo se passe dentro de um edifício, as áreas externas estão cobertas com neve, que ficarão marcadas pelas pegadas do protagonista e alertarão os inimigos sobre seus movimentos. Além disso, sua principal defesa é uma arma tranquilizante, que permite incapacitar os inimigos silenciosamente, e incentiva o jogador a pensar em abordagens não-letais.

Apaixonado por cinema, Hideo Kojima sabe da importância de uma boa narrativa, e isto reflete em Metal Gear Solid. Personagens profundos e complexos dão mais sustança; ângulos de câmera dinâmicos, diálogo conflitante e cutscenes emocionantes dão ao jogo sua natureza cinemática. Além disso, Metal Gear Solid faz inúmeros comentários sobre o impacto de uma guerra nuclear, sua política, economia e o preço pago pelas vidas perdidas, provando que, assim como a sétima arte, os video games também estão aptos a contar histórias complexas para um público mais maduro.

Metal-Gear-Solid-Combat

Outra característica que torna Metal Gear Solid único em termos narrativos é a quebra da quarta parede, técnica transportada do teatro e cinema, cujos primeiros exemplos notáveis foram os filmes d’O Gordo e o Magro na década de 1920. Ao enfrentar Psycho Mantis, o inimigo de poderes psíquicos é capaz de comentar games que o jogador tenha jogado anteriormente – baseado nos save files do cartão de memória – e até prever seus movimentos lendo os botões pressionados no controle.

Metal Gear Solid foi além de um nome importante na indústria, e tornou-se a prova da emoção e imensa qualidade que os games são capazes de transmitir. O jogo ajudou a estabelecer um novo subgênero de ação e, mais importante, um novo padrão de qualidade narrativa. Do dia de seu lançamento, Metal Gear Solid criou um legado que não só mudou a forma como jogamos video games, mas também nossa definição do que um video game pode ser.

Flávio

Me formei na faculdade de Design em 2007, sou apaixonado pela minha profissão, por rock'n'roll, cozinhar, jogar video game, por Star Wars e hamburger. Colaborador do Greenpeace e Médicos Sem Fronteiras.

O que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s