A empresa que nos deu Mega Man, Street Fighter e Resident Evil está completando 40 anos. A seguir, veremos uma breve história do impacto que a Capcom causou na indústria dos games nessas últimas quatro décadas.

Fundada em 30 de maio de 1979 em Osaka, Japão como uma subsidiária da I.R.M. Corporation, a Japan Capsule Computers Co., Ltd. era responsável por fabricar e distribuir as máquinas de jogos eletrônicos da matriz e, no fatídico ano de 1983, serviu como apoio à [já batizada] Capcom para introduzi-la na indústria dos games, e como pontapé para seu longo legado nos arcades.

Se você não faltou às aulinhas da história dos games, conhece o crash de 83, que quase matou a indústria. Em vista de mudanças urgentes, a Nintendo ganhou território e reestabeleceu o mercado dos consoles, tendo a Capcom (e seus jogos licenciados pela Disney) como grande aliada e essencial no monopólio do Nintendo Entertainment System no mercado ocidental. Seja graças a um dos muitos ports de Ghouls’n Ghosts (1988) ou um dos títulos da série Mega Man, a Capcom foi de desconhecida a potência nos consoles em uma única geração. A desenvolvedora começou nos arcades mas acabou tornando-se um dos pilares da Nintendo na conquista dos consoles caseiros.

A Capcom, no entanto, não esqueceria suas origens – nem deixaria de lucrar com os arcades. Com o domínio da Nintendo estabelecido, a Capcom atacou os anos 1990 na área que melhor dominava. Já conhecida por seus jogos nos consoles, a desenvolvedora explorou novos gêneros e até inaugurou alguns: dois grandes exemplos da contribuição da Capcom nos fliperamas são os clássicos Final Fight (1989) e, mais tarde, Street Fighter II: The World Warrior (1991), que popularizaram os gêneros beat’em up e luta, respectivamente.

A Capcom saboreou o sucesso nos arcades e expandiu para os consoles com mais ports e atualizações de Street Fighter II do que é possível contar. É difícil exagerar quão grande foi o impacto do clássico de luta quando foi lançado nos arcades – e tão difícil quanto é superestimar sua influência na indústria dos games como um todo. Esse jogo mudou tudo.

A ascenção do PlayStation na metade dos anos 90 trouxe novas oportunidades únicas para a Capcom. O novo e poderoso hardware da Sony permitiu à empresa explorar conceitos, inicialmente introduzidos em seu jogo Sweet Home (1989), de maneiras jamais vistas, em um novo game intitulado Resident Evil, lançado em 1996. Repetindo seu sucesso anterior, a Capcom popularizou o gênero horror praticamente do dia para a noite.

Inovadora e dinâmica, a Capcom foi uma das empresas que formou a base do mercado moderno de consoles, e segue forte como um dos grandes nomes da indústria, tanto quanto uma gigante dos arcades. Feliz aniversário, e que venham mais 40 anos!

O que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s