Inbento é um puzzle fofo inspirado na cultura japonesa

Dias atrás eu estava com tanta vontade de comida japonesa que bateu até a curiosidade de encontrar joguinhos com sushi na AppStore. Foi assim que encontrei Inbento (Afterburn, 1919), um quebra-cabeças onde você é uma mãe-gato preparando o bentō do dia para o seu filhote, combinando diferentes receitas cheias de arroz, legumes cozidos e claro, sushi.

O que é bentō?

Bentō (弁当) é marmita, mas de grande importância na identidade culinária e cultura japonesa. Compacta e balanceada, é tipicamente preparada em casa pelas mães japonesas. Sua fama mundial, porém, vem do enorme apelo visual comum do Kyaraben (キャラ弁), já que as mulheres dedicam algum tempo em deixar as refeições atraentes para seus filhos ou esposos. O hábito de preparar bentō, que surgiu no século XII, é considerado uma forma de demonstrar carinho por alguém especial.

Para “montar” os bentō, basta combinar as diferentes peças do quebra-cabeças copiando a referência que aparece no livro de receitas. As primeiras fases introduzem a mecânica básica do jogo, que envolve mover as peças livremente ou seguindo padrões pré-estabelecidos. Vai parecer fácil no início, mas não se engane, conforme você avança, os desafios tornam-se bem complexos! Conseguir visualizar duas ou três ações adiante é essencial. Enquanto os primeiros quebra-cabeças podem ser superados por tentativa e erro, são os mais avançados que dão uma verdadeira sensação de completude ao serem resolvidos.

Ponto positivo para a imensa variedade de mecânicas que constroem a jogabilidade de Inbento. Até a última das mais de 120 fases, o jogo introduzirá novas maneiras de mexer as peças e combinações de movimentos.

Gráficos fofinhos

Eu queria um jogo de sushi e encontrei algo melhor: sushi, gatos e fofura. O visual de Inbento é minimalista, e os ingredientes são representados por pequenos blocos coloridos levemente detalhados, mas sem descaracterizar-se. A paleta de cores pastel acalma os olhos e combina com a trilha sonora lo-fi, criada em sua maior parte com carrilhão e marimba. Por fim, os personagens são gatinhos fofos… e quem não se derrete com um bichano?

Mas puzzle precisa de história?

Essa é uma dúvida que eu tenho desde os tempos de Dr. Mario (Nintendo, 1990), mas quando começaram a brotar jogos ultra populares nos moldes de Candy Crush (King, 2012), que pesam bastante na história, foi que eu notei quão vazias são essas narrativas.

Tudo bem puzzles terem temática, porque ela dá substância aos gráficos e à trilha sonora, mas que me interessa acompanhar uma historinha que se desenrola conforme vou progredindo no jogo? Sinto muito por quem as escreveu, mas são frívolas.

Apesar de toda fofura, a história contada em Inbento, da mamãe-gato que prepara com muito carinho as refeições do filhote, inspirando-o por meio da comida, não é envolvente. Não se surpreenda se você acabar passando rapidamente pelas imagens sem nem percebê-las, afim de começar logo o próximo desafio.

Inbento é um puzzler para todos. Mesmo quando as fases parecem impossíveis, ainda são convidativas e dão vontade de superar, há infinitas tentativas, você pode mover as peças livremente e organicamente trabalhar a solução.

Apesar da narrativa desinteressante, Inbento sabe a que veio e como ser bom nisso. O jogo é bonito, os quebra-cabeças são desafiadores, os controles são simples o suficiente para qualquer um se divertir, e com certeza vai agradar qualquer fã do gênero – ou de gatos. E sushi.

Flávio

Me formei na faculdade de Design em 2007, sou apaixonado pela minha profissão, por rock'n'roll, cozinhar, jogar video game, por Star Wars e hamburger. Colaborador do Greenpeace e Médicos Sem Fronteiras.

O que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s