Games, Retro, Review

Velocidade e nostalgia em 80’s OVERDRIVE

Durante meses fui atormentado pela indecisão de comprar ou não 80’s OVERDRIVE (Insane Code, 2017) na eShop do Nintendo Switch – eu preferia o game no Nintendo 3DS, mas já não é mais possível colocar créditos na eShop do portátil –, mas achava um pouco caro e era isso que me segurava. Certo dia entrou […]

Leia mais
Games, Review

Resenha: The Aquatic Adventure of the Last Human

Encontrar os melhores jogos na eShop não é tarefa fácil com tanta mudança e novidades semanalmente, mas vez em quando a gente cruza com um ou outro game que chama a atenção, e foi meu caso com The Aquatic Adventure of the Last Human (YCJY Games, 2016). O jogo lhe coloca como último sobrevivente da […]

Leia mais
Games, Review

Todos a bordo de Tiny Rails!

Eu gosto de trens. Tiny Rails (Tiny Titan Studios, 2017) é um pitoresco simulador de gerenciamento de transporte ferroviário que lhe coloca para viajar de cidade em cidade no comando de sua própria locomotiva. Na maior parte do tempo, o jogo se joga sozinho, enquanto você espera o comboio chegar ao destino – o que […]

Leia mais
Retro, Review

Heavy Burger leva ação e tiroteio para vários clássicos da Data East

Um shooter multiplayer competitivo com dinâmica semelhante à do Nidhogg (Messhof, 2014), o simples objetivo de “capturar a bandeira”, unidos a personagens dos games clássicos da Data East, é uma ideia fantástica. Resumindo muito, essa é a premissa de Johnny Turbo’s Arcade: Heavy Burger (Flying Tiger Entertainment, 2018). No jogo para até quatro jogadores (duas […]

Leia mais
Games, Review, Vídeo

Pancadaria de qualidade na tela do celular

Um dos meus gêneros favoritos é o beat’em up, o famoso “andar e bater”. Desde a popularização dos smartphones, não foram poucas as tentativas de portar títulos do gênero para a telinha, normalmente sem sucesso. A escassez de bons beat’em ups nos celulares me incomodava até descobrir Beat Street (Lucky Kat Studios, 2017), jogo cheio […]

Leia mais
Games, Review

Finalmente joguei o belo Sword & Sworcery

Pense ter um game instalado durante anos no iPad e nunca abrir pra jogar até que, um dia, você sente que, finalmente, chegou a hora. Foi assim com Superbrothers: Sword & Sworcery EP (Capybara Games, 2011), que comprei no lançamento mas só fui experimentar agora na virada para 2019. Sword & Sworcery narra as aventuras […]

Leia mais
História, Vídeo

Um pouco sobre pixel art

Sempre joguei muito indie game e é de conhecimento de todos que uma boa parcela desses jogos apela para uma estética pixelizada, ou 8-bit (embora tecnicamente o termo seja impreciso). Alguns desses jogos, como Nidhogg (Messhoff, 2014), Sword & Sworcery EP (Superbrothers, 2011) e Hyper Light Drifter (Heart Machine, 2016) são maravilhosas obras de arte… ou melhor, […]

Leia mais