Games, Review

Knights of Pen and Paper me lembrou que gosto de RPG

Durante uma época eu curti RPG de mesa; nunca me aprofundei nos sistemas e poucas vezes joguei Dungeons & Dragons (voto pela simplicidade do 3D&T) mas guardo com carinho na memória as sessões com meu irmão e meu primo, que serviam mais como desculpa para comer pizza e esfirra e falar bobagem do que realmente para jogar. Knights of Pen and Paper […]

Leia mais
História, Retro

Pokémon: 20 anos de uma febre que não passa

Quem diria que já se vão 20 anos do surgimento de um dos maiores fenômenos na cultura popular, Pokémon? Tendo início como um par de jogos de videogame lançados para Game Boy no Japão em 1996, a marca cresceu para se tornar uma franquia multimídia que não dá sinais de enfraquecimento, mesmo duas décadas depois.

Leia mais
Games, Opinião

Pelo fim dos HUE BR

Maus jogadores existem pelos quatro cantos do mundo, isto é um fato; mas por algum motivo os brasileiros se destacam quando o assunto é toxicidade nos games, a ponto de que os estrangeiros evitem qualquer contato com nosso povo. O mau comportamento do brasileiro é tamanho que será difícil limpar a mancha deixada na comunidade gamer por […]

Leia mais
Games, Retro

Meus videogames favoritos de Star Wars

Esta semana é o lançamento do tão aguardado The Force Awakens, sétimo episódio da saga Star Wars e primeiro da nova trilogia, que continuará a história 30 anos após os acontecimentos do clássico Return of the Jedi, de 1983. Sendo fã ardoroso do bang-bang espacial e de videogames, achei que seria legal listar meus jogos favoritos […]

Leia mais
Games, História

Clichês narrativos dos RPG japoneses

Ao longo de 30 anos, temos sido agraciados com uma infinidade de RPGs recheados de batalhas épicas, heróis calados e vilões com cabelos maravilhosos. Alguns games, como o clássico Dragon Quest (Enix, 1986), são tão significativos que se fundiram à cultura popular e viraram ícones de uma geração. Estes dias comecei a jogar Chrono Trigger (Squaresoft, 1995) com uma amiga, […]

Leia mais
Games, História

Como eu consegui o Mew, no Pokémon Red, em 1999

Um dos meus maiores orgulhos quando era pequeno é que, diferente de quase todo mundo, eu tinha o Mew em Pokémon Red (Game Freak, 1998) para Gameboy – sim, o lendário 151º monstrinho, sonho de consumo de qualquer criança que tivesse o console portátil, e impossível de encontrar dentro do próprio jogo de modo convencional, isto é, jogando. […]

Leia mais